Decathlon abre sua primeira loja urbana com novas ideias

Decathlon abre sua primeira loja urbana com novas ideias

Decathlon abre sua primeira loja urbana com novas ideias

No 6 de junho, a Decathlon abre sua primeira loja urbana no Brasil, em plena Avenida Paulista, coração da cidade de São Paulo, local onde tudo acontece, mas não é só isso, não é apenas a loja, o interessante foi conhecer a filosofia da loja.

O primeiro conceito relevante é o ESPORTE PARA TODOS, TUDO PARA ESPORTE, o que pode parecer simples, porém a medida que evoluímos na prática, cada vez mais necessitamos de equipamentos, roupas, acessórios, portanto, como tornar o conceito PARA TODOS uma realidade?

Felipe Geraldini, diretor da loja, fez a apresentação e transmitiu o conceito e filosofia: “nessa loja a Decathlon terá 90% dos produtos exclusivos da marca, com tecnologia própria, testados, para apoiar todos os tipos de atletas, somente produtos que não fazem parte do contexto da nossa produção, como por exemplo um GPS, não serão Decathlon.”

O atendimento também será um diferencial, são profissionais do esporte que estarão em contato com os visitantes, pessoas que praticam e conhecem “no campo de jogo” o que estão falando, isso faz total diferença na hora da escolha de um produto, o objetivo é orientar corretamente um iniciante ou ter uma conversa de alto nível com um esportista, o trabalho tem como foco o desempenho e não no valor.

A estrutura da loja não se diferencia das outras apenas por ter atletas, mas as seções estão estruturadas por nível do cliente (atleta) de iniciante a competitivo, isso é bem interessante, pois não direciona um iniciante a comprar equipamento desnecessário ou subestima um esportista competitivo na oferta de equipamento inadequado.

Tecnologia ao alcance de todos também foi um ponto apresentado, a Decathlon, desenvolve equipamentos e acessórios esportivos em todo o mundo colocando no mercado ao que considera ser um preço justo, são equipamentos testados em laboratórios e por atletas antes de chegar às lojas.

Portanto não só de tecnologia vive o varejo, ideias de atendimento e relacionamento com o cliente também podem fazer diferença.

mavidal

Os comentários estão fechados.